Stédile avisa que sem dinheiro é impossível botar exército na rua

Gleisi Hoffmann teria questionado o líder do Movimento do Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Pedro Stédile, sobre uma atuação mais efetiva do MST, em atos de protestos.

Na visão da senadora, o movimento está praticamente imóvel, desmobilizado.

Como é sua prática, Gleisi fez o que fez em tom de cobrança, exigindo retorno do MST, por tudo o que o PT já lhe proporcionou.

Stédile argumentou que ‘o que passou, passou’.

Presentemente, para qualquer mobilização 'é preciso dinheiro', teria dito ele, curto e grosso.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política