PT achacava os “sem-teto” e assessora confessa

É algo que todos já sabiam, mas que pela primeira vez tem uma confissão explícita de alguém de dentro do partido e que participava das reuniões da cúpula.

O PT achacava os ‘sem-teto’.

Segundo a Folha de S.Paulo, a assessora do partido Ednalva Franco, recolhia aluguel dos miseráveis.

Quem não pagava, perdia a moradia.

Veja a mensagem de WhatsApp enviada pela assessora ‘abutre’:


“Senhores porteiros da rua Marconi: a Conceição, do 4º andar, o prazo dela acaba no domingo. A partir de segunda ela não entra mais no prédio, só se for para retirar as coisas.”
Além do achaque, o pessoal era obrigado a participar dos atos em defesa do meliante Lula.

A própria Ednalva admitiu a selvageria:

“Cada movimento social tem suas regras. Apresentamos nossa rotina quando a pessoa ingressa no movimento. A partir de então, se quiser continuar, precisa seguir as regras do grupo.”
Noutras palavras, tem que pagar e militar no partido, caso contrário é rua.

Isso é o PT.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política