Um dos maiores tribunos do Brasil, agora é réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Tem que investigar, com certeza. E condenar, se for o caso.

Inexplicável que um cidadão que construiu a sua trajetória como grande jurista e inigualável tribuno, esteja na situação de Fernando Capez.

Ver Capez discursando é fantástico.

Fez fama como promotor no Tribunal do Juri.

O dom da oratória e conhecedor como poucos das leis, do código penal e do código de processo penal.

Daí, fica difícil acreditar na sua inocência.

Praticamente abandonou a inigualável carreira jurídica, para virar político.

Fernando Capez, ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), agora é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na chamada “máfia da merenda”.

O esquema consistia na venda de produtos superfaturados de cooperativas agrícolas para fornecimento de merenda em escolas paulistas.

Segundo o próprio MP, do qual Capez é membro, o dinheiro desviado do estado foi de R$ 1,11 milhão, equivalente a 10% dos contratos, e pagou despesas da campanha de Capez em 2014.

É triste e lamentável.

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça