Delinquentes do Instituto Lula serão julgados pelo Tribunal do Júri (Veja o Vídeo)

Os brutamontes, seguranças do senador Lindbergh Farias, que no dia 05 de abril praticaram uma selvagem agressão em frente do Instituto Lula, contra o administrador Carlos Alberto Bettoni, de 56 anos de idade, foram denunciados pelo crime de Tentativa de Homicídio e, como se trata de crime contra a vida, serão julgados pelo Tribunal do Júri de São Paulo.

Maninho do PT, candidato (derrotado) à prefeitura de Diadema e seu filho Leandro Marinho são os dois envolvidos na prática criminosa.

O senador Lindbergh Farias estava presente no momento da ocorrência, participou de uma discussão com a vítima e teria consentido a ação de seus funcionários ou, pelo menos, nada fez para impedi-la.

Quem conhece o temperamento do senador sabe que ele pode ter no mínimo ignorado a ação de seus brutamontes.

O empresário após a discussão foi empurrado e bateu a cabeça em um caminhão que passava pela rua.

Percebe-se claramente no vídeo, que durante o espancamento, Maninho empurrou o empresário contra um caminhão em movimento, o que configura o crime de tentativa de homicídio.

Veja o vídeo:

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia