Saiba exatamente quem eram os repórteres assassinados nos Estados Unidos

Alison Parker e Adam Ward foram mortos enquanto estavam produzindo uma entrevista ao vivo em Virgínia, Estados Unidos. A entrevistada era Vickie Gardner, diretora da câmara de comércio local, que ficou ferida. Oito tiros e gritos dos repórteres foram ouvidos enquanto a câmera caía no chão. 
O atirador foi identificado como Vester Lee Flanagan, conhecido pelo nome profissional de Bryce Williams e ex-funcionário da TV WDBJ, mesma empresa dos repórteres assassinados.
Alison Parker, 24 anos, cresceu em Martinsville, Estado de Virgínia. Ela estudou em uma faculdade comunitária local e depois na Universidade James Madison.
Alison Parker
Alison Parker

Parker começou a trabalhar na WDBJ-TV ainda como estagiária até ser efetivada como repórter do canal. Ela namorava um colega de trabalho na TV, Chris Hurst.
Segundo Hurst, o casal estava junto havia quase nove meses e planejava se casar. "Foram os melhores nove meses de nossas vidas. Havíamos acabado de celebrar o 24º aniversário dela. Era a mulher mais radiante que já conheci. E por alguma razão ela me amava também. Ela amava sua família, seus pais e seu irmão."
Adam Ward, 27 anos,
Adam Ward
Adam Ward
o câmera que estava filmando Alison Parker estudou na Salem High School em Salem, no Estado de Virgínia. Ele começou a trabalhar na WDBJ em 2011 e foi sendo promovido até conquistar a posição de câmera de reportagem na rua. Ward estava noivo de uma das produtoras da WDBJ, Melissa Ott. Esta quarta-feira seria o último dia de trabalho dela na TV antes de se transferir para outro emprego, na Carolina do Norte. Ward também estaria prestes a deixar sua função na WDBJ para segui-la na mudança de Estado.
"Ele provou ser capaz – era um simples fotojornalista que, caso visse algo importante acontecendo no caminho de casa, pararia na hora e começaria a filmar para fazer uma reportagem", disse o gerente-geral da WDBJ, Jeffrey Marks, em homenagem ao câmera.


              https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional

loading...