"Parceiro" do PT, Gilmar manda soltar mais um tucano

O deputado federal petista Wadih Damous garantiu recentemente que o ministro Gilmar Mendes era agora um parceiro do PT.

O ministro retribuiu a ‘gentileza’ e confirmou que o seu gabinete havia virado um ‘point’ de petistas.

Todavia, o coração bateu mais forte e nesta sexta-feira (11), Gilmar mandou soltar Paulo Preto, o operador do PSDB.

Havia fundado receio de que o operador tucano se tornasse um delator capaz de complicar a vida de grandes figurões do partido.

Fica demonstrado que Gilmar não é aliado de ninguém.

Age de acordo com suas ‘convicções’.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça