Procuradores da Lava Jato atacam Gilmar, o “aliado do PT” por soltar Paulo Preto

O PT que há poucos dias proclamou o ministro Gilmar Mendes como ‘aliado’, está inconformado com a soltura de Paulo Preto, tido como o operador do PSDB.

A Força Tarefa da Operação Lava Jato, mais uma vez demonstrando sua imparcialidade, centrou fogo na decisão do ministro.

Dois procuradores, Deltan Dallagnol e Roberto Pozzobom, atacaram o ‘petista’, demonstrando que a prisão preventiva do operador tucano é perfeitamente cabível e necessária na luta contra a corrupção.

Tais fatos demonstram que o PT está totalmente perdido, que Gilmar não é aliado petista, age de acordo com suas ‘convicções’ e que a Lava Jato é absolutamente imparcial, luta contra os corruptos e a corrupção.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça