Quando a imprensa põe em dúvida a ação da PM e mãe e protege o bandido (Veja o Vídeo)

Qualquer pessoa tem todo o direito de opinar. Isto é inquestionável.

O jornalista, no entanto, tem que ter muito mais responsabilidade, deve medir suas palavras e jamais dizer asneiras. Sua opinião encontra eco, principalmente quando ocupa um microfone expressivo como o da rádio Jovem Pan.

Questionar a atitude da policial militar Kátia Sastre é inadmissível.

Aliás, um outro debate, levado a efeito em uma emissora de televisão, questiona se um policial de folga deve reagir a um assalto.

Ora, um policial de folga continua sendo um policial. Assim como um médico de folga, continua sendo médico e numa situação de risco, tem certamente a obrigação de prestar socorro e atendimento.

Porque certa imprensa sempre coloca no ar esses debates imprestáveis e absurdos?

Veja no vídeo abaixo a medonha opinião de Edgard Picolli, ironizado até pelos seus próprios colegas de bancada.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade