Lava Jato irrompe o Judiciário

A Operação Lava Jato parece mesmo ser infinita. Poucos dias após chegar àquela que se apresentava como sua maior fronteira, a lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas, ou seja, o envolvimento direto de políticos com traficantes, a Lava Jato dá um passo em relação ao Judiciário, numa demonstração de que na realidade não existe fronteira intransponível para a maior operação contra a corrupção da história.

A Procuradoria Geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de investigação para apurar ligações suspeitas da JBS com o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Napoleão Maia.

Vale lembrar que em junho de 2017, o filho de Napoleão protagonizou uma cena bastante estranha no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando do julgamento da chapa Dilma-Temer.

O rapaz passou correndo pelo detector de metais e foi barrado pelos seguranças na porta do plenário.

Com roupa esportiva, o intruso demonstrava nervosismo e segurava um envelope amarelo diante de uma barreira de agentes que se formou para detê-lo.

Foi salvo pelo pai.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça