PMDB faz convenção e prepara rompimento. Prenúncio de ‘fim de festa’

Quando o PMDB se reúne e resolve não aceitar mais cargos, é sinal de que a coisa está feia.


O PMDB tem fissuração por penduricalhos, cabides de empregos e corrupção.

Basta dizer que nesta mesma convenção, o ex-presidente da República José Sarney (AP) recebeu o título de presidente de honra do partido. Quanta honra!

Na convenção o partido aprovou uma moção que proíbe os peemedebistas de assumirem novos cargos no governo.

Quanto ao rompimento definitivo e entrega dos cargos ora ocupados, ficou acertado um prazo de 30 dias para uma definição sobre o assunto.

Ou seja, se o movimento pelo impeachment de Dilma avançar, o PMDB anuncia rompimento. Se recuar, o PMDB reitera apoio.

O que vale é se garantir no governo, seja quem for o governo.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política