Neta de ex-ministro do STF é presa por suposta propina a Michel Temer

Uma prisão efetuada nesta quinta-feira (29) na Operação Skala chocou o mundo jurídico e empresarial.

A dona do grupo Libra Celina Torrealba teve decretada a sua prisão temporária.

A empresária recebeu a visita da Polícia Federal em seu apartamento no Leblon, no Rio de Janeiro.

O Grupo Libra é concessionário de áreas no Porto de Santos e foi delatado pelo doleiro Lúcio Funaro, na Operação Lava-Jato, como uma das empresas beneficiadas pela Medida Provisória (MP) dos Portos.

A ‘madame’ presa é neta de Hermes Lima, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), falecido em 1978.

Em outros tempos, jamais iria se imaginar uma prisão desse quilate, com esse nível de parentesco.

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça